quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Tédio, café e Nando Reis pra intensificar o sabor do som nesta manhã




"Lá fora a rua vazia chora"... aqui dentro eu entro em crises de abstinência sem você, o vidro dos meus olhos reflete o vazio da manhã e a alegria só me vem no momento em que o vento bate à porta me chamando pra perto de ti, então "diga que me quer, porque eu te quero também".
E enquanto isso eu vou filosofando sobre o café na minha vida, tanta coisa pra fazer e eu nesta rotina vazia, até que ponto o tédio pode ser útil? Até que ponto o café pode ser saudável? Me pergunto se isso é válido para aqueles viciados em ócio e café, o que será de mim do lado de cá e sem fé?

Nenhum comentário:

Postar um comentário