segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Nunca tão alto

Estou deixando a cidade e as marcas dos dedos impressas sobre as bordas dos porta-retratos que estavam sobre a mesa, agora sou regido pelo código da solidão, noite após noite eu vejo em dobro o que você só viu uma vez.
Enquanto você espera parado pela sua alma gêmea, eu vou ganhando terreno e aproveitando tempo, as feridas são tantas que não sinto mais dor. Ninguém faz a mínima ideia do lugar singelo pro qual parti, vou andando e ao invés de chorar eu me apaixono mais, abençoado pela lua, eu chuto o apoio da barraca e vou cantando canções de alguém que já não se importa com os modelos corretos e, como na canção, eu digo que meus herois morreram de overdose.
Se hoje sou um mito moderno, isso não importa mais, eu passei a minha vida toda desejando pela metade, mas agora é hora de achar aquilo que perdi há algum tempo.
Dizer adeus, assim como respirar, nunca foi algo que deu certo na minha vida, mas agora posso correr sem me cansar, posso me despedir sem chorar e finalmente posso acreditar na beleza de um olhar.
A esperança nunca foi meu forte, mas hoje a mesma se encontra mais forte queimando em mim, indiferente sobre o mundo dos sonhos, eu quebro todas as promessas e vendo minhas mentiras para comprar uma verdade, este sou eu daqui pra frente, estendendo novamente sonhos sobre o varal, esperando eles secarem enquanto procuro pelos pedaços da minha essência.

Diga!

Nós podemos sonhar alto, conquistar o céu, quebrar o desespero e cantar ao mundo o som da vitória à meia noite de uma nova vida.
O sol nasce e as nuvens correm empurradas pelo vento, que traz a lembrança do teu abraço e do teu beijo, então eu corro junto com as luzes, afoito, eufórico, afobado, eu venci o medo com a lança da minha determinação. Dirigido pela insanidade e denominado de idiota, eu cheguei onde mortal nenhum jamais chegou, posso sorrir quando tento chorar e choro de emoção enquanto estou sorrindo, a dor é menos aguda quando eu penso em você, me diga o que você ama, me diga no que acredita, me diga o que vê, eu quero saber qual sua fantasia e, como uma máquina, automaticamente imaginar, criar, sentir ela em mim.
Me diga no que acreditar, me diga o que desejar de você e só então poderemos fazer desta noite um pedaço de tempo que o próprio tempo nos cede de bom grado, recomeçar talvez, ou, quem sabe, finalmente começar isso de vez, não tenha medo de se aventurar por um terreno desconhecido, minha alma é inquieta, mas meus braços vão sempre te manter segura enquanto você me conhece mais a fundo.
Eu hoje estou pensando na mudança, não quero advinhar teu próximo passo, mas penso sobre nós dois, então hoje vou fazer o bem pra esquecer o mal da noite passada, o silêncio me faz acreditar que você vai gritar bem alto pra eu ouvir: "É contigo que quero ficar", até lá eu continuo a vagar, sem ligar pros meus ferimentos que sangram a todo momento, este é quem eu escolhi ser, de gênio forte e personalidade dura, serei a rocha que servirá de apoio para a construção do teu reino, e como numa mágica de conto de fadas, faremos com que o mundo acredite que amar é para todos.

Estrada

Está feito! Agora estou seguindo por um caminho longo e desconhecido, talvez o problema nunca tenha sido comigo, mas com você. Eu definitivamente não esperei nada além do teu jeito complicada de ser, mas enquanto isso, você procurava em mim o tijolo dos seus sonhos, então as promessas se quebraram quando você descobriu que somos o céu e o inferno.
E eu que voava alto como o condor, cai do céu ouvindo um coro de anjos dentro da minha cabeça e, por incrível que pareça, o momento de maior beleza desse vôo foi o instante da queda. Eu confesso que estou quebrado em mil pedaços, mas tenho meus objetivos, farei com que o mundo ouça minha respiração ofegante que ganha mais ritmo ao passo que sigo na estrada com os pés no chão, quem sabe haja uma torcida, uma platéia, um público qualquer que vibre pra eu encontrar uma saída.
Dei meu primeiro passo debaixo de um sol que nascia e sorria pra mim, agora estou longe de você, dos nossos sonhos e das nossas promessas e a estrada me faz encontrar as respostas mais singelas para os nossos problemas, faixa após faixa eu vou descobrindo mais de mim e mais de você.
Agora entendo que você talvez nunca se apaixone por mim como deseja se apaixonar, mas espero que um dia você saiba me aceitar com meus defeitos e minhas qualidades, através da noite o desespero vai ruindo e eu queria que pudesse me ver assim, com as mãos firmes e o olhar sóbrio, pois assim eu posso te desejar sorte e dizer: - "Amo você, até mais ver."

domingo, 13 de dezembro de 2009

Renascer

Aqui estou eu mais uma vez, dessa vez não pra fingir, encantar ou ludibriar ninguém, estou aqui desta vez pra desabafar, é, falar de Deus, esse Deus que por tantas vezes duvidei.
Não sei ao certo como começar, mas sei que dessa vez tudo é diferente, o pensar, o falar e o agir, estamos todos aqui presentes, mas poucos entendem o presente que Deus nos deu, só por hoje deixemos de lado a procura pelo par perfeito, deixemo de lado a ideia que a mídia vende de amores platônicos que causem inveja no resto da família, amar não é competir, amar é partilhar e, para se amar, você precisa começar a praticar em casa, falar de Deus ao invés de pensar no mal, achar a beleza da vida, ao invés de chorar em cima das tristezas do homem, somos fortes, fomos criados à imagem do pai, porque não faz juz e começar a demonstrar trabalho?
Eu desconheço o que seja isso, mas sei que minha pele arde um pouco, eu sinto que não estou só, Deus está comigo, ele ouviu minhas preces e está aqui entre nós, nestas palavras, nesta página da internet, na minha alma, a cada agradecimento que faço ele está lá ouvindo, a cada perdão que suplico ele se faz pronto para discutir comigo e, sem falar nada, apenas com o silêncio da sala, eu descubro os segredos da minha alma, pois a minha alma apenas anda fraca, fraca por eu ter passeado longe de Deus, mas agora estou aqui, falando, rindo e escrevendo, morto de sono, mas acreditando e nossa! Depois de muito tempo, posso acreditar que o amor está em mim, mas o amor que Deus me deu, que Deus soprou em mim.
Obrigado a todos que lerem, compartilhem seus momentos divinos também, grato!

Verônica

"V" de voar, voar alto, achar o lugar onde o sol se esconde e lá, poder repousar junto ao calor mais confortável que já existiu, dormir ao lado de deuses e deusas, compartilhar de sua ceia, beber do seu vinho e, no fim de tudo, passear pelo infinito desse universo que é teu olhar.
Eu olhei para os lados e senti que pela primeira vez a felicidade pode estar perto. Após viajar pelo inferno e pelo paraíso, cheguei aonde me sinto completo, aqui onde teus braços são uma vastidão de amor, aqui onde minha dor não tem forças para lutar, aqui, bem aqui onde meus lábios falam em alto e bom tom: "Verônica".
Recomeçar é a palavra, hoje não me pergunto mais o que aconteceria se eu me jogasse de encontro ao solo, apenas sorrio, admiro e agradeço pelo que temos aqui, embora minhas pernas ainda tenham o péssimo costume de cambalear, eu sei que no teu sorriso posso me equilibrar e nas tuas mãos achar o apoio certo que me trará de volta aquela paz que perdi há tempos.
Óasis e desertos, geleiras e invernos infernais que me fizeram cair e perder a minha fé, mas que você conseguiu resgatar de volta aqui dentro de mim, já não grito mais, pois o som da tua voz ecoa em mim como uma canção ímpar, que traz à tona a paz de quem há tanto, não dormia mais.
Na tua face eu descubro o que fazer se, de repente, eu cair no chão, vem! Siga comigo compartilhando os segredos e desejos, ache em mim aquilo que você sempre procurou, em você eu adquiri a capacidade de fazer as pessoas felizes e esse é realmente quem sou.
Ímpios pecados arrebatados para os confins do passado, eu sinto nossa história começar e sinto muito mais do que empolgação, eu sinto amor de verdade, vem, vamos quebrar o tempo e fazer dos nossos momentos história pra ser contada em livros e ser lembrada pelo resto da eternidade.
Consegui enfim entrar em sintonia com os arcodes e a letra daquela música que jamais entendi, graças a você as paredes dessa casa já não se estreitam contra meu corpo e nem me fazem correr de algo que está em mim.
Aqui! Bem aqui eu te declaro minha paixão e te peço que o ontem seja enterrado atrás da montanha do hoje que, aliás, tem sido vivido com prazer. Aos poucos eu descubro centímetro por centímetro da minha alma que se esconde por trás de sorrisos e lágrimas, vem amor, essa é a hora de gritar para o oceano e o horizonte que, desde ontem somos felizes ao extremo.

Minha última serenata

Eu não tenho a chance de me despedir pessoalmente, mas queria te cantar esta última serenata e dizer que nossos sonhos explodiram pelo nosso paraíso como granadas em um campo de batalha.
Agora, enquanto você ri na cama com seu novo namorado, eu escrevo sobre o quanto não sou o mesmo, bebo nossas juras de amor num copo de tequilla e as vomito, ao passo que assisto a ignorância se tornar sua mais nova melhor amiga.
Nunca foi uma questão de tempo, mas de caráter, nossa aventura estava tão perto de chegar tão longe, mas no auge da excitação, você julgou a pior sentença de todas e me derrubou de um vôo alto. Querida, você tem noção das feridas que me causou? Não é bom estar aqui cantando pra você agora, mas adivinhe? Estou aqui apenas dando um show pra comemorar a sua amizade com a ignorância, não há caminho que te faça se tornar a princesa dessa história, você é sempre a mesma, pode rodopiar e falar o quanto mudou, mas suas palavras se contradizem quando você mostra sua verdadeira face.
Engasgue-se com seu próprio veneno e sofra o dobro da minha dor, quem sabe assim você entenda que nesse jogo de reis e rainhas o amor não é uma competição, mas sim cooperação.

O Sol

Alguma coisa sobre você me domina dos pés a cabeça, deve ser algo relacionado com o brilho da tua alma, ou até mesmo, com o calor da tua pele.
Às vezes tenho a impressão de que nossos olhares se cruzarão pelo resto da eternidade, embalados pelo som de músicas que nos façam mais fortes e, antes que me pergunte, eu respondo que não sei o que, exatamente, existe em você que me faz ajoelhar e orar por você noite e dia, desconheço também o que mantém esse teu calor tão perto da minha face, mesmo com o tempo passando e a distância aumentando entre nossos braços que, antes se entrelaçavam nas manhãs das Quartas de Agosto.
Eu tenho andado por outros caminhos, sempre procurando sentir algo próximo do que você me fez e, faz sentir, mas nada me empolga mais que o som da tua voz orgulhosa no telefone, nada me fortifica mais que aquelas nossas palavras de amor trocadas na esperança de que um dia, estariamos juntos sob o mesmo teto, compartilhando sucessos e fracassos, sonhos e desgostos, mas sempre felizes, pelo simples fato de sermos privilegiados com a bênção de estar com quem se ama.
Sim! Eu estou perdido, confesso. Tenho rumos incertos e nem me interesso mais em erguer a cabeça pra tentar descobrir o que virá pela frente, hoje é só mais um dia de orações que pedem que o sol nasça uma vez mais na minha vida.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Saudade de quem nunca existiu

Enquanto tomo mais um porre, olho pra tua foto e percebo que ainda sinto saudades de alguém que nunca existiu pra mim.
Eu queria te chamar de "meu herói", cantar pra você "Pai", me vestir como você, queria poder ter aprendido a dirigir contigo, te chamar de velho, te chamar de amigo, te contar da minha primeira transa, mas quando me encho de esperança, olho pro lado e não te vejo lá.
Eu tentei te substituir por outros, arrumei conselhos de loucos e vi loucos que não tinham nada pra ofertar, talvez todos estejam certos em falar que você está errado, mas ninguém carrega a mesma denominação de pai como você, mesmo você nunca ter dado o devido valor à palavra.
Se a lágrima de um herói rola, é sinal que ele não é mais herói, mas quer saber? Isso me faz feliz, afinal, eu nunca pedi pra ser um herói sem um herói. Mas pai, teus erros fizeram meus acertos, as trevas do teu caminho foram a luz do meu, se hoje sou o que sou, devo à observação do teu fracasso como pai, queria poder te pedir pra ser mais que um amigo, mas nem ao menos somos isso, então eu só espero que meus sonhos nunca voem pra tão longe, pois eu não quero ser como você, que não foi herói, apenas bandido, mas mesmo assim, ainda me fez te amar.
Pai, eu talvez não seja tão afinado, mas eu quero cantar um trecho da música pra poder te mostrar o quanto eu preciso de ti: "Pai! Pode ser que daqui a algum tempo, Haja tempo prá gente ser mais, Muito mais que dois grandes amigos Pai e filho talvez..."

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O que mais dói

O que mais me machuca é estar tão perto de você, com tantas coisas pra dizer e não poder falar nada, simplesmente pelo frio que existe em teu olhar.
Eu caminho pelas vias, dobro esquinas e me sinto desmoronando em ruínas, e embora seja díficil, eu preciso adimitir que já não tenho você em todos aqueles lugares que imaginei, talvez só aqui dentro de mim, mas por quanto tempo mais?
Eu acompanho cada gota de chuva escorrer pelo vidro da janela, ao passo que as lágrimas descem pelo meu rosto, trilhando um caminho de fogo, que arde na alma e desperta a dor adormecida no profundo vale que é meu interior.
Eu continuo forçando aquele sorriso quando encontro nossos velhos amigos, tem sido cruel passar o tempo boiando à deriva, em busca de algum apoio que me salve desse mar de angústias.
Então acabo olhando pra trás e buscando algo que me faça entender o que nos fez terminar assim, olhando para os nossos sonhos, que longe, seguem viagem para longe de nós dois.
O que mais machuca é te ver assim, perto de mim, sem saber o que fazer dessa vez, eu te vejo tão linda, cada vez mais e mais linda, mas o que fazer se você age como se nunca houvessemos trocados abraços em um sofá durante a tarde, é díficil ter tanto a diz e te ver caminhando embora, na verdade, é insuportável.